Atualizado: 20 de junho de 2024
NOME: Novoselov Sergey Anatoliyevich
Data de nascimento: 10 de março de 1968
Situação atual do processo penal: acusado
Detidos: 2 Dias no centro de detenção temporária, 352 Dias no centro de detenção provisória
Limitações atuais: proibição de certas ações

Biografia

Em 2023, Sergey Novoselov e sua esposa, Natalya, se preparavam para celebrar seu 30º aniversário de casamento. Em vez disso, Sergey acabou em um centro de detenção preventiva devido a acusações de extremismo.

Sergey nasceu em março de 1968. Ele tem um irmão mais velho. Eles passaram a infância na cidade de Artyom, Território de Primorye, onde seus pais trabalhavam na Usina Distrital Estadual de Artyomovskaya.

Sergey se interessou por eletrônica desde cedo – adorava soldar e montar aparelhos elétricos e de rádio. Com o tempo, o hobby se transformou em profissão. Quando jovem, formou-se no Instituto Politécnico do Extremo Oriente. Trabalhou como eletricista, reparador de equipamentos elétricos e eletrônicos. Sergey gosta de ajudar seus amigos consertando seus eletrodomésticos.

Enquanto estudava no instituto, Sergey começou a examinar a Bíblia. Depois de examinar os argumentos para a criação, ele os achou convincentes. Durante seu estágio em Leningrado (São Petersburgo), o jovem participou de reuniões das Testemunhas de Jeová e ficou impressionado com a maneira como eles se tratavam. Em 1990, Sergey decidiu iniciar sua jornada como cristão.

Pouco tempo depois, Sergey conheceu Natalya, que compartilhou suas crenças. Ela lembra que, ao estudar a Bíblia, ficou particularmente comovida com o ensinamento de que as pessoas poderiam viver para sempre em um paraíso na terra. Em 1993, Sergey e Natalya se casaram. O casal tem um filho adulto, que trabalha como cozinheiro. Antes da prisão de Sergey, a família adorava fazer viagens para curtir a natureza, especialmente para o mar.

Natália e o filho estão preocupados com o amado marido e o pai, que foi alvo de processo criminal. A mãe de Sergey, que não compartilha de suas crenças, também apoia o filho.

Histórico do caso

Após uma série de buscas em Vladivostok em março de 2023, três Testemunhas de Jeová foram detidas e colocadas em um centro de detenção temporária. Dois dias depois, Yegor Pogrebnyak foi libertado em prisão domiciliar, e Yuriy Byche e Sergey Novoselov foram enviados para um centro de detenção preventiva. Um processo criminal foi aberto contra os crentes sob um artigo extremista. Mais tarde naquele mês, Tatiana Kazakova, Marina Roslova, Alina Tkachenko, Anastasia Dyldina e Elena Romanova se tornaram réus no caso. E em dezembro, após novas buscas, Kirill Chekolayev foi preso e colocado em um centro de detenção preventiva. Ele passou cerca de 5 meses na prisão, e Novoselov e Byche passaram quase um ano. Os três foram liberados sob a proibição de certas ações.