Atualizado: 25 de julho de 2024
NOME: Byche Yuriy Ivanovich
Data de nascimento: 4 de dezembro de 1985
Situação atual do processo penal: acusado
Artigos do Código Penal da Federação Russa: 282.2 (1)
Detidos: 2 Dias no centro de detenção temporária, 352 Dias no centro de detenção provisória
Limitações atuais: proibição de certas ações

Biografia

Yuriy Byche, pai de dois filhos menores, perdeu a oportunidade de cuidar de sua família quando foi parar em um centro de detenção preventiva em março de 2023 por causa de suas opiniões religiosas. Além de se preocupar com o marido, sua esposa, Maria, tem que lidar com as dificuldades do dia a dia, além de criar os filhos e sustentar a família.

Yuriy nasceu no final de 1985 na Transcarpátia, na aldeia de Hlybokyi Potik (Ucrânia). Ele é o mais velho de três filhos. A mãe e o irmão mais novo, que tem uma deficiência, ainda vivem na Ucrânia. O pai não está mais vivo. Quando criança, Yuriy gostava de esportes e tinha seu próprio cavalo.

Depois da escola, Yuriy começou a trabalhar com seu pai. Mais tarde, toda a família mudou-se temporariamente para Vladivostok para trabalhar. O jovem dominava a profissão de carpinteiro e, nos últimos anos, trabalhava na área de vendas.

Quando criança, Yuriy aprendeu a Bíblia graças aos seus avós. Ele gostava de participar de reuniões cristãs com eles. Mas Yuriy começou a estudar a Bíblia a fundo em 2006, quando a família vivia em Vladivostok. Logo seus irmãos se juntaram a ele e, eventualmente, seus pais. Em agosto de 2006, Yuriy tomou a decisão de se tornar uma das Testemunhas de Jeová.

Pouco tempo depois, a família retornou à terra natal. Lá, Yuriy conheceu sua futura esposa, Maria. A menina cresceu em uma família de Testemunhas de Jeová. Ela amava os ensinamentos bíblicos quando criança e, mais tarde, escolheu o modo de vida cristão. Yuriy e Maria se casaram em 2008. Eles tiveram duas filhas (em 2009 e 2017). Recentemente, a família tem vivido em Vladivostok. Todos eles amam o mar. Maria diz que caminhar pela costa a acalma.

Todo mundo que conhece Yuriy está perplexo por que uma pessoa tão gentil e amigável foi acusada de extremismo e submetida a processo criminal. Os parentes do casal moram na Ucrânia e não podem ajudá-los, mas Yuriy e Maria são apoiados por seus amigos.

Histórico do caso

Após uma série de buscas em Vladivostok em março de 2023, três Testemunhas de Jeová foram detidas e colocadas em um centro de detenção temporária. Dois dias depois, Yegor Pogrebnyak foi libertado em prisão domiciliar, e Yuriy Byche e Sergey Novoselov foram enviados para um centro de detenção preventiva. Um processo criminal foi aberto contra os crentes sob um artigo extremista. Mais tarde naquele mês, Tatiana Kazakova, Marina Roslova, Alina Tkachenko, Anastasia Dyldina e Elena Romanova se tornaram réus no caso. E em dezembro, após novas buscas, Kirill Chekolayev foi preso e colocado em um centro de detenção preventiva. Ele passou cerca de 5 meses na prisão, e Novoselov e Byche passaram quase um ano. Os três foram liberados sob a proibição de certas ações.